Crocodiles perde para TRex na prévia da primeira rodada dos playoffs da BFA

O Coritiba Crocodiles perdeu para o Timbó Rex por 22 a 12 na tarde deste sábado em Curitiba, na última partida da temporada regular da Conferência Sul da BFA (Brasil Futebol Americano), principal competição do esporte no país. O resultado não alterou a classificação final da conferência e as duas equipes se enfrentarão novamente na primeira rodada dos playoffs, daqui 15 dias, em Timbó.

As quatro primeiras campanhas da partida não deram em nada. Pelo lado do Croco, dois 3 and outs. Do lado do TRex, um 3 and out e um turnover on downs. A primeira pontuação veio com os visitantes, que se aproveitaram de um punt ruim para começar a campanha já na linha de 46 jardas do campo de ataque. A campanha, que teve um touchdown anulado por cut block, terminou em TD após corrida de 6 jardas do wide receiver #4 Meurer. O extra point foi bloqueado, deixando o placar em 6 a 0, encerrando o primeiro período.

No segundo período, a nova pontuação veio apenas próxima ao two-minute warning, com uma corrida do running back #23 Clair, que foi muito acionado durante toda a partida. A equipe foi bem sucedida com a conversão de dois pontos, numa trick play, na qual o kicker #8 Diego Bodenberg recebeu um passe e correu para a endzone, deixando 14 a 00 no placar quando chegávamos ao intervalo.

Vale ressaltar que até aqui o ataque do Croco não tinha uma boa atuação: foram seis campanhas, sendo que cinco terminaram em 3 and out e uma em interceptação da defesa do T-Rex .

Na volta do intervalo as coisas começaram a melhorar para os donos da casa. Logo na primeira campanha o time anotou o TD, após mais de dez minutos de posse de bola, com o fullback #32 Alexandre correndo numa 1st and goal na linha de uma jarda. A tentativa de XP foi bloqueada e retornada pelo #51 Lelo, dando dois pontos para os visitantes. Desta forma o placar ficava em 16 a 06.

Na campanha seguinte a defesa do Croco forçou um 3 and out dos visitantes, colocando o ataque em campo, já no último quarto. A equipe converteu uma 4ª descida para 15 jardas num passe do QB #2 Drew Banks (que utilizava a #3 na partida) para o WR #89 Adan Rodriguez. No fim, a conexão de 11 jardas do Drew com o WR #87 Vizza garantiu o TD, colocando 16 a 12 no placar. A equipe, numa decisão questionável, tentou a conversão de dois pontos e não foi bem sucedida, o que deixou o time precisando de mais um TD para virar o jogo. Caso o chute de XP fosse convertido, apenas o FG seria suficiente para o empate.

O ataque do Croco voltou ao campo mais uma vez, mas acabou em turnover on downs. O T-Rex não teve dúvidas e aproveitou a chance para pontuar, num belo passe do QB/WR #11 Drew Hill para o WR #4 Meurer. O XP novamente foi bloqueado. Vale ressaltar que o QB titular da equipe, Bassani, saiu da partida lesionado. Mas, não voltou ao jogo apenas pra não piorar a lesão e deve estar disponível para a primeira rodada dos playoffs.

Desta forma, a partida chegava ao fim. Placar final, Coritiba Crocodiles 12 a 22 Timbó Rex. As duas equipes estão classificadas para os playoffs e se enfrentam logo na primeira rodada, desta vez em Timbó, pela semifinal de Conferência. A outra semifinal será disputada entre Santa Maria Soldiers e Paraná HP, no Rio Grande do Sul.

IMG_7908

Ao final da partida, conversamos com o QB Drew Banks, que nos falou sobre a decisão do time de ir para a conversão de dois pontos, teoricamente não necessária: “devido ao primeiro XP ter sido retornado pelo T-Rex, o pessoal estava sem confiança para chutar novamente. Mas, não podemos deixar de pontuar por causa de medo. Precisamos arrumar isso pra continuar chutando. Foi um erro”.

Confira abaixo os responsáveis pelas pontuações do jogo:

Coritiba Crocodiles:
#2 Drew Banks (QB): um passe para touchdown;
#32 Alexandre (FB): uma corrida para touchdown;
#87 Vizza (WR): uma recepção para touchdown.

Timbó Rex:
#11 Drew Hill (QB/WR): um passe para touchdown;
#4 Meurer (WR): uma corrida para touchdown; uma recepção para touchdown;
#23 Clair (RB): uma corrida para touchdown;
#8 Diego Bodenberg (K): uma recepção para conversão de dois pontos;
#51 Lelo (LB): um extra point bloqueado e retornado para a endzone adversária.

(Fotos: Vinícius Basso / Equipe Futebol Americano Paranaense)

2 comentários Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s