Equipes estreantes mostram força no campeonato paranaense 2018

As três equipes estreantes no Campeonato Paranaense deste ano têm mostrado que a pouca experiência não interfere quando falamos da capacidade de competir frente a frente com equipes com mais tempo de campo. União Snakes, Batel DarkWolves e Street Dogs já protagonizaram partidas emocionantes e decididas nos últimos minutos contra equipes com mais tempo de esporte no estado.

snakes 01

Pela Divisão Leste, o Street Dogs FA fez sua estreia em competições contra o Brown Spiders, perdendo na capital paranaense. Na partida seguinte, que foi a quarta de sua história (e a primeira oficial em casa), a equipe enfrentou o Curitiba Lions e o jogo ficou empatado em 8 a 8 até pouco antes dos dois minutos finais da partida, quando o Lions anotou o touchdown da vitória. No fim da temporada regular a equipe ainda enfrentará o Coritiba Crocodiles.

street dogs 01

E, para Caio Grein, head coach do time, essa experiência contra algumas das principais equipes do esporte no País pode ser de grande valia para o elenco, se bem aproveitada. “Jogar contra o BS e o Croco, no momento em que estamos, é uma faca de dois gumes”, disse Caio. “Por um lado é uma experiência gigantesca, uma aula dentro de campo. Por outro lado, existe a realidade de perder sem anotar pontos e os atletas com um psicológico mais frágil podem parar de jogar”.

No interior do estado, o Batel DarkWolves também mostrou serviço e passou perto de conseguir o empate contra o Francisco Beltrão Red Feet, atual campeão do Pinhão Bowl. Um field goal perdido nos segundos finais custou a derrota para a equipe de Guarapuava. Na partida seguinte, o experiente Foz do Iguaçu Black Sharks venceu o DarkWolves, em Guarapuava. E, para Tiago Bonfim, presidente da equipe, essa é uma chance única: “para nós é uma honra jogar com equipes com tanta história e tradição no cenário estadual e nacional. Um ano atrás assistíamos Pyros, Black Sharks e Red Feet em campeonatos e hoje temos a oportunidade de jogar contra eles”.

darkwolves 01

Tiago também aproveitou para nos contar algumas das razões do sucesso da equipe: “Eu valorizo e destaco a chegada do coach Marcelo Ribeiro. Além disso, nosso plantel é qualificado e formado por uma mescla de atletas jovens e experientes e, pensando em longo prazo, isso é bom. É difícil imaginar onde vamos chegar, o sucesso só vem com trabalho… nesse campeonato, nosso maior objetivo é jogar bem, ‘dar trabalho’ aos nossos adversários e nos esforçarmos ao máximo para sair com a vitória. Nossos sonhos e planos são grandes e eu projeto o ano que vem como nosso ano, quanto entraremos com uma equipe ainda mais competitiva”.

Mas, se mesmo com boas atuações, DarkWolves e Street Dogs não têm mais chances de classificação aos playoffs, o mesmo não podemos dizer do União Snakes. A maior surpresa do campeonato até aqui venceu o experiente Curitiba Guardian Saints na capital paranaense e segurou o Paraná HP por quase dois quartos sem pontuar, em União da Vitória.

snakes 02

Segundo Rodrigo Bunhak, presidente da equipe, o desafio de jogar contra os melhores faz bem pra equipe: “quando saiu a chave e vimos que jogaríamos contra o Paraná HP nós ficamos um pouco assustados, admito, mas acima disso ficamos honrados. Sabíamos que seria um jogo extremamente difícil, porém, o fato de jogar contra um time tão tradicional confirma que estamos no caminho certo para atingir o nosso objetivo, que é se tornar um time extremente competitivo, pois, os maiores desafios são os que nos tornam mais fortes!”.

“Quando iniciamos o time aqui em União da Vitória buscamos, primeiramente, adquirir vivência no esporte”, continuou Bunhak. “Nosso primeiro passo foi fechar uma parceria com o Itaiópolis Xoklengs, com a qual pudemos adquirir experiência e nos preparar para uma competição. Depois, no mesmo ano, fizemos nosso primeiro amistoso em nossa cidade. Foi um grande desafio, mas nos planejamos e executamos bem o evento. Após isso, percebemos que poderíamos entrar em uma competição. A ideia foi amplamente discutida e, depois de muito suor, nos inscrevemos no paranaense”.

Agora, o Snakes decide em casa quem se classificará para os playoffs, em partida contra o Moon Howlers. Mas, para Bunhak, o objetivo da equipe é muito maior do que títulos ou vitórias. “Nós não queremos apenas ser campeões. Queremos deixar um legado, mostrar para a sociedade que esse esporte tem futuro e que o time da cidade pode representá-la em cenário nacional”.

União Snakes e Moon Howlers entram em campo no dia 7 de abril, em União da Vitória, pela Divisão Norte, valendo a vaga nos playoffs da competição. Já o DarkWolves vai até Maringá para enfrentar o Pyros, que lidera a Divisão Oeste, no dia 14 de abril. Por fim, o Street Dogs faz uma partida difícil em Curitiba, contra o Coritiba Crocodiles, líder da Divisão Leste, no dia 15 de abril.

(Fotos: Vinícius Basso / Equipe Futebol Americano Paranaense | Divulgação Facebook / Batel DarkWolves – Fotógrafa Juliane Kurasz)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s