Ex-Crocodiles, Fogaça jogará Liga Nacional pelo Maringá Pyros

Um dos principais running backs do estado está de casa nova. Anteriormente utilizando a #24 do Coritiba Crocodiles, Thiago Fogaça atuará com a #20 pelo Maringá Pyros durante o segundo semestre de 2018, buscando ajudar a equipe na caminhada da Liga Nacional de Futebol Americano (LNFA). Segundo o RB, a maior dificuldade desta nova fase de sua carreira será a distância, principalmente das partidas fora de Maringá.

Fogaca no pyros

Fogaça iniciou sua jornada no futebol americano em 2014, atuando pelo Brown Spiders FA. Sua primeira partida na equipe e primeiro touchdown anotado foi, coincidentemente, contra o Pyros. E para o RB, aquela partida traz boas recordações: “O Pyros foi sempre um time que tive o maior respeito. Meu primeiro jogo e o primeiro touchdown foi contra eles em 2014, quando ainda jogava pelo BS”, disse.

Além disso, para Thiago, a saída pode também ser considerada como um combustível a mais para a motivação de sempre melhorar. “O Croco tem o melhor backfield do Brasil, com Bruno [Santucci], [Lucas] Mullet e os outros backs que sempre estão na rotação. Então, foi e está sendo uma aposta. É sair da zona de conforto mesmo, conhecer novos esquemas de jogo, se provar ser competitivo… essa é a maior motivação a jogar pelo Pyros”.

Fogaca no pyros-2Ainda em 2014 o RB deixou o BS para defender as cores do Crocodiles. Na equipe, conquistou títulos importantes como o Campeonato Brasileiro de 2014 e os Paranaenses de 2015 e 2018. Mas, atuar pelo Pyros sempre foi um dos planos do atleta: “Sair de um time campeão nunca é fácil, mesmo quando você pensa em parar. Mas, o tempo que o Miyasaki passou no Croco e tudo o que falava do Pyros criou uma curiosidade de como seria jogar em um time do interior. Porém, a distância e não poder treinar durante a semana com o time sempre foi um empecilho. Mas, como esse ano deve ser meu último como jogador, resolvi arriscar e tentar”.

A estreia de Fogaça no Pyros foi em Curitiba, cidade onde o running back mora, em partida contra o Brown Spiders. Mas, as partidas longe da capital paranaense ou de Maringá podem ser um problema, principalmente devido às possíveis longas viagens. “A distância será a maior dificuldade. Esse primeiro jogo em Curitiba, como eu moro aqui, foi mais fácil. As partidas em Maringá também conseguirei comparecer. Agora,  fora destas duas cidades é que será o grande problema. Viajar sozinho, voltar depois do jogo… será algo que precisamos estudar a melhor forma de se fazer. Mas, de qualquer maneira, será um baita aprendizado pra mim e pro pessoal do Pyros também. Vamos torcer para conseguirmos a vaga para a BFA e ano que vem iremos pensar no que faremos”.

Mesmo atuando pelo Pyros, é importante ressaltar que Fogaça continuará em Curitiba e permanecerá sendo o técnico dos running backs do time sub-19 do Coritiba Crocodiles.

(Fotos: Vinícius Basso / Equipe Futebol Americano Paranaense)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s