Head coach do Crocodiles diz estar otimista com a caminhada da equipe na BFA

Já foram quatro rodadas da Conferência Sul da Brasil Futebol Americano (BFA) neste ano e o Coritiba Crocodiles segue com uma campanha irretocável. Se considerarmos toda a campanha de 2018, com o campeonato paranaense no primeiro semestre, são nove vitórias em nove partidas e apenas 40 pontos sofridos (menos de cinco pontos por jogo). E, segundo Fernando Alves, head coach do Croco, a equipe está otimista para chegar longe na competição deste ano.

Fernando Alves - head coach crocodiles

Em 2017, o Crocodiles finalizou a temporada muito bem, foi campeão da Conferência Sul e parou apenas no Sada Cruzeiro, na semifinal da BFA. Fernando diz que, neste ano, todo o elenco quer mais: “Nós estamos muito otimistas com a nossa performance e as nossas chances no campeonato. Ano passado a caminhada para o Brasil Bowl terminou com um gosto amargo, tínhamos o jogo sob controle até a metade do 4° quarto e sabíamos que, se fôssemos para a final, estaríamos em ótima forma para disputar o título. Então o time todo terminou o ano não com pesar, mas com a sensação de que 2018 teríamos um bom começo. Muito do meu trabalho como head coach é lembrar os atletas onde queremos chegar e qual o sentimento que temos que ter durante toda a temporada se quisermos jogar em dezembro”.

Relembre:

Em 2018, a equipe trouxe vários reforços para o ataque, liderado pelo quarterback americano #2 Drew Banks. Tanto a linha ofensiva foi reforçada quanto os wide receivers, com a chegada de Athos Daniel Jr e Bernardo Horevitch, ambos vindos do Brown Spiders. Enquanto Drew e suas armas melhoram sua conexão a cada jogo, a defesa do time tem mostrado um desempenho invejável até aqui, mesmo contra ataques poderosos.

Fernando Alves - head coach crocodiles 2

Sobre isso, o head coach disse que o entrosamento entre os atletas é fundamental para o bom desempenho: “A defesa do Croco é composta de atletas muito experientes e muito entrosados”, disse Alves. “Muitos tiveram passagem pela seleção e os que chegaram no time depois aderiram a essa cultura. São caras que sabem se divertir jogando football. Hoje sou o Head Coach, mas também sou o coordenador defensivo do time, então mesmo tendo o time todo pra cuidar é natural que exista uma aproximação da defesa quando estamos instalando o gameplan ou quando correções precisam ser feitas nos treinos”.

Além de ser Coordenador Defensivo, Fernando atuou por anos como linebacker da equipe e essa experiência pode estar sendo fundamental para o bom funcionamento da defesa. Mas, segundo o head coach, não é algo que tenha tanta relação: “Eu acho que pode influenciar sim, mas honestamente são os atletas que fazem a defesa do Croco ser o que é. Meu trabalho é procurar colocá-los na melhor posição para fazer a jogada, mas defensivamente falando existe um instinto, um brio e uma malandragem que o defensor precisa naturalmente ter. Posso dizer que tenho muitos caras assim hoje no time e isso facilita muito meu trabalho”, finalizou Fernando.

A próxima partida do Croco já tem data marcada: será no fim de semana do dia 29 de setembro, no Rio Grande do Sul, quando enfrentará o Juventude FA.

(Fotos: Vinícius Basso / Equipe Futebol Americano Paranaense)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s