Crocodiles perde para Timbó Rex e fica em segundo lugar na Conferência Sul da BFA

Coritiba Crocodiles e Timbó Rex fizeram uma partida de altíssimo nível na tarde deste domingo na capital paranaense. Melhor para os catarinenses, que saíram com a vitória pelo placar de 42 a 17, numa demonstração de força em Curitiba. Com a derrota, o Crocodiles ficou no segundo lugar da Conferência Sul e agora terá mando de campo na semifinal, enfrentando o Paraná HP. Já o Timbó Rex ficou com a liderança da Conferência e receberá o Santa Maria Soldiers, na outra semifinal.

Com uma campanha bem longa, que saiu da linha de 9 jardas do campo de defesa e contou com um fake punt bem sucedido, o Crocodiles abriu o placar no primeiro quarto, com um field goal convertido pelo kicker #12 Paglia, na única pontuação dos primeiros 12 minutos.

No segundo quarto os visitantes viraram a partida, numa campanha que teve apenas duas jogadas. Após uma corrida do running back #22 Alex “A-train” Allen, o quarterback #7 Bassani encontrou um passe na screen para o wide receiver #15 Pujoni, que correu 39 jardas para garantir o touchdown. O extra point convertido pelo K #8 Boddenberg deixava a partida em 7 a 3.

Mas, o Croco iria para o intervalo com a vantagem no placar. Em mais uma campanha longa, que contou com bons passes do quarterback #2 Drew Banks para seus recebedores, o Croco chegou ao TD, em corrida de duas jardas do RB #23 Bruno Santucci. O XP convertido pelo Paglia deixava o jogo em Croco 10 a 7 T-Rex, quando chegávamos ao intervalo.

No terceiro período, logo na primeira campanha com o ataque em campo, a equipe de Timbó virou novamente o jogo. Após um passe longo de Bassani para Meurer, o RB americano A-Train mostrou os motivos de sua chegada ter sido tão badalada pela mídia especializada no esporte: o atleta agarrou a bola e correu 21 jardas para o TD. Com o XP novamente convertido, o jogo voltava a ficar com a vantagem para o Rex, 14 a 10.

Mas na campanha seguinte os donos da casa voltariam a ficar em vantagem. Drew Banks desta vez lançou um passe de 24 jardas para o WR #13 Athos Daniel Jr., que foi no segundo andar e garantiu o touchdown, em bola dividida com o cornerback do Timbó. O XP convertido pelo Paglia deixava a equipe em vantagem de 17 a 14, quando chegávamos aos 12 minutos finais.

A defesa do Croco mostrou um ótimo serviço, forçando um 3 and out do T-Rex. No punt, o retornador #3 Bernardo Horevitch conseguiu um belo trabalho atravessando todo o campo, mas sofreu um fumble quando tentou superar o último adversário. Assim, o momento do jogo começava a virar para os visitantes. Dois snaps depois, Bassani lançou um passe curto para o RB #38 Paulo Cezar, que passou entre os linebackers e teve caminho livre até a endzone, cruzando todo o campo. O XP novamente convertido pelo Boddenberg deixava a partida em 21 a 17.

Na campanha seguinte o momento do jogo iria de vez para as mãos do Rex. Numa quarta descida para cinco jardas, na linha de 47 do campo de ataque, o Croco arriscou – e não converteu. O passe incompleto colocou o ataque do T-Rex em campo, que capitalizou: TD, em lindo passe do #7 Bassani para o WR #4 Meurer, repetindo uma conexão que deu certo ao longo de toda a partida. O XP convertido deixava o jogo em 28 a 17 para a equipe de Timbó, com pouco mais de cinco minutos no relógio.

Nas duas posses de bola seguintes, duas interceptações de Drew Banks (ambas garantidas pelo #25 Reiter do Timbó), que foram capitalizadas pelos visitantes. A primeira, em corrida de 27 jardas do RB #20 Henry; depois, em passe do QB #17 Romario Reis para o WR #4 Meurer, em linda conexão. Os dois XP convertidos pelo #8 Boddenberg davam números finais à partida. Placar final, Timbó Rex 42 a 17 Coritiba Crocodiles.

Com a vitória os catarinenses terminam a temporada regular invictos e na primeira colocação. Agora, nos playoffs da Conferência Sul, enfrentarão o Santa Maria Soldiers, em Santa Catarina, valendo vaga na final. Do outro lado, o Croco, segundo lugar na Conferência, receberá o Paraná HP. Quem vencer, também chega na final.

Confira abaixo os responsáveis pelas pontuações da partida:

Coritiba Crocodiles:
#2 Drew Banks (QB):  um passe para touchdown;
#13 Athos Daniel Jr. (WR): uma recepção para touchdown;
#23 Bruno Santucci (RB): uma recepção para touchdown;
#12 Paglia (K): um field goal convertido; dois extra points convertidos.

Timbó Rex:
#7 Bassani (QB): três passes para touchdown;
#17 Romário Reis (QB): um passe para touchdown;
#4 Meurer (WR): duas recepções para touchdown;
#15 Pujoni (WR): uma recepção para touchdown;
#38 Paulo Cezar (RB): uma recepção para touchdown;
#22 Alex “A-Train” Allen (RB): uma corrida para touchdown;
#20 Henry (RB): uma corrida para touchdown;
#8 Boddenberg (K): seis extra points convertifos.

(Fotos: Vinícius Basso / Equipe Futebol Americano Paranaense)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s