Equipe de técnicos americanos da FCA realizam clínicas de futebol americano em Curitiba

Quatro técnicos da Fellowship of Christian Athletes (FCA) estiveram em Curitiba nos últimos dias com a intenção de disseminar o conhecimento que possuem sobre futebol americano entre as equipes da capital paranaense. Michael Ward, Mark Stroud, Wayne Brantley e Richie Marsh acompanharam os treinos de equipes masculinas e femininas e realizaram duas clínicas, onde puderam compartilhar parte do que sabem sobre o esporte.

Clinicas FCA 01

A iniciativa de vir para Curitiba para realização das clínicas foi da própria FCA, uma associação de técnicos cristãos que tem por missão incentivar a prática esportiva ao redor do mundo. Periodicamente eles enviam técnicos de diferentes modalidades esportivas e já visitaram mais de 80 países ao redor do mundo, sempre realizando clínicas gratuitas. Além dos quatro técnicos de futebol americano, nesta viagem à Curitiba vieram também um técnico de basquete e outro de cheerleading.

Durante as duas clínicas realizadas para técnicos de diversas equipes da capital paranaense (uma na sexta-feira, 31 de maio, e outra no domingo, 2 de junho), algumas atividades eram executadas, como, por exemplo, um técnico desenhar uma jogada de ataque, explicando todas as possibilidades que ela tem e, logo depois, outro técnico desenhar uma jogada defensiva que anule os planos de seu adversário.

Além destes dois momentos, os técnicos compareceram também a treinos de diversas equipes, como Street Dogs, Curitiba Silverhawks, HP Futebol Americano, Brown Spiders e Guardian Saints, por exemplo, e estiveram presentes na semifinal do Campeonato Paranaense de Futebol Americano, entre HP e Coritiba Crocodiles.

Nós conversamos com Wayne Brantley, que nos falou um pouco sobre sua percepção do rumo que o esporte está tomando por aqui: “Eu acho que certamente vocês estão indo na direção certa. Fiquei muito impressionado. Confesso que não sabia o que esperar, mas, o que eu vi foi melhor do que eu achei que seria. O futebol americano aqui está no caminho certo, vocês tem ótimos coaches que com certeza eu traria para minha comissão nos Estados Unidos amanhã, se quisessem”.

Brantley comentou também sobre o que ele acredita que ajudaria o esporte a crescer ainda mais por aqui: “Eu acredito que o principal ponto é melhorar as instalações dos times. Se de alguma forma fosse possível unificar os recursos dos times da cidade e construir uma instalação efetivamente boa aqui em Curitiba, com um bom campo para treinos, um bom vestiário, academia, seria algo que poderia realmente ajudar”.

Brantley falou também sobre como achou proveitosa a interação que teve com os técnicos: “A interação com os técnicos também foi incrível. Eu gostei muito de conversar com eles, respondendo as dúvidas e, obviamente, eu também aprendi muitas coisas pra mim, apenas por conversar com os coaches, o que foi uma grande experiência. Todos foram muito abertos e receptivos, assim como os atletas, que se mostraram muito motivados aos treinos”.

 

O técnico da FCA avaliou ainda que, num outro cenário, acredita que poderia contribuir ainda mais com o conhecimento repassado. “Uma coisa que eu ach que realmente poderia ajudar os times um pouco mais seria vir com uma equipe e ficar com um time por, por exemplo, uma semana ou 10 dias. E, antes de vir pra cá, ter um tempo de preparação com os técnicos deste time, para que saibamos o que eles querem que a gente venha treinar. Por exemplo, se um técnico quiser que venhamos aqui para instalar um ataque mais voltado ao passe, ou um pacote de defesa em zona. Desta forma, poderemos ter tudo preparado e pronto e treinar os times com um foco maior, fazendo algo como um training camp”.

Wayne terminou, falando que pretende voltar à cidade para continuar o trabalho: “De uma maneira geral eu fiquei bastante impressionado, a ponto de eu já estar me planejando para voltar anualmente e fazer isso. Quem sabe eu traga toda a minha família das próximas vezes, pra ser parte disso também. Em uma escala de 1 a 10 sobre o quanto eu me impressionei, certamente estou em 10, sem dúvidas”.

* Matéria produzida com informações de Carlos Copi Jr.

(Fotos: Arquivo pessoal / Carlos Copi Jr.)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s